+ Conheça Mais
 

Natureza do Cumbuco

 
.

No doce sabor do vento

04 dez
 

O vento está presente em toda a história da humanidade, apesar de poucas vezes ser citado como protagonista. Aqui e ali, soprou ideias aos inventores, semeou novos caminhos, moveu caravelas, alimentou incêndios, limpou o ar poluído, carregou balões… Também marcou presença em diversas histórias épicas que fazem parte do nosso imaginário. No cinema, é inevitável citar o drama romântico  “E o Vento Levou”. E, na literatura brasileira, a obra clássica de Érico Veríssimo “O Tempo e o Vento”.

VENTO-BALÃO

Como um motor oculto da vida cotidiana, o vento refresca ambientes, carrega poeira e permeia a sabedoria popular, em expressões e ditados repetidos “aos quatro ventos”. Mas sabemos tão pouco sobre ele!

Entre os ditados mais famosos, e com razão, está “quem semeia vento colhe tempestades”. A expressão tem pelo menos duas fontes memoráveis: a Bíblia (Provérbios) e a Odisseia, poema épico da Grécia antiga atribuído a Homero, com as aventuras de Ulisses.  O texto épico conta o retorno de Ulisses (ou Odisseu) a sua terra natal, Ítaca, depois da guerra de Tróia. E não são poucas aventuras. Depois de uma guerra de dez anos, ele leva mais dez para conseguir retornar a casa. No caminho encontra sereias, ciclopes e deuses. Entre eles o deus Eolo, senhor dos ventos, que dá de presente a Ulisses um saco de couro contendo todos os ventos, menos o vento oeste, deixado livre para conduzir a embarcação até Ítaca. No entanto, Ulisses é relapso com a segurança do presente e, justo quando Ítaca aparece no horizonte, seus marinheiros resolvem abrir o saco, soltando todos os ventos e provocando uma tempestade que leva a embarcação de volta à ilha onde mora Eolo, que se recusa a ajudá-lo novamente,  sentenciando: “quem semeia vento colhe tempestades!”

VENTO-MAR

Pedindo licença ao deus grego, precisamos lembrar que nem todos os ventos são prenúncio de tempestade. A palavra vento é um genérico que inclui ventos constantes, periódicos, locais, variáveis ou… destruidores. Na dúvida para saber a sua velocidade, é preciso usar um aparelho chamado anemômetro. Para descobrir a direção e o sentido, usa-se uma biruta ou anemoscópio.

VENTO-BIRUTA

O certo é que o pior resultado para Ulisses seria um tornado, que chega a 500 Km/h, costuma atingir as zonas temperadas do hemisfério norte e é uma versão concentrada de ciclone. Um ciclone com trajeto circular já é furacão, se surgir no mar do Caribe ou nos Estados Unidos. Porém, se o ciclone se formar na Ásia (Oceano Pacífico) torna-se um tufão. Na Austrália e demais países ao sul da Oceania, recebe o nome engraçado de Willy-Willy.

Já deu para perceber que o melhor é não pegar carona com Ulisses e não experimentar sequer um vendaval (ventos de até 150 Km/h), que ocorre geralmente de madrugada e pode durar cinco horas…

VENTO-GOOD

Para aproveitar bem a praia, o aconselhável é desfrutar da brisa. Conforme as classificações, brisas são repetitivas – e muito agradáveis. Podem ser marítimas, que sopram do mar para o continente e refrescam o dia; ou terrestres, que vão da terra para o mar e acontecem à noite.

VENTO-CABELO

Para a navegação e prática de esportes são recomendados ventos regulares e amenos (também indicados para empinar pipas), como os alísios, que sopram dos trópicos para o equador. São os ventos alísios que passam pelo Cumbuco com força total, pois não encontram nenhum obstáculo natural pelo caminho, e criam o ambiente ideal para a prática de kite e windsurf.

Esquecendo um pouco as nomenclaturas, o principal é deixar os cabelos ao vento. Esquecer os problemas em um animado passeio de buggy ou na aventura de um velejo.

Agora sabendo um pouco mais sobre o que pedir ao deus Eolo, vale desejar aos amigos, em caso de viagem, que bons ventos (alísios!) os levem.

VENTO-KITE

*Obs: clique aqui para saber maiores informações sobre as escalas de vento para a prática do kitesurf!

 

 
.
.

A melhor terapia do mundo

25 set
 

Às vezes é difícil fazer as crianças saírem da água, elas desfrutam do mar em todo o seu potencial, e sentem diretamente os benefícios do banho de mar. Criança sabe das coisas!

O banho de mar tem propriedades curativas que mal podemos imaginar. E não é só por aliviar o stress. Ele tem efeito anti-inflamatório, bactericida, laxativo e desintoxicante. E ainda, sabe aquele soninho bom depois de uma tarde brincando na água!? Bem, parte dele é causada pelo magnésio, que faz do mar um relaxante muscular por excelência.

talassoterapia

O magnésio, por sua vez, não apenas relaxa os músculos, também ajuda a hidratar e melhorar a aparência da pele. Por isso, banhos de mar são altamente recomendáveis a quem sofre de pele seca e inflamações frequentes. O tratamento inclui uma esfoliação natural, com a eliminação de células mortas, e um efeito cicatrizante.

A parte da hidromassagem fica por conta das ondas, que ativam a circulação, melhoram a irrigação das células e estimulam a liberação de endorfina, além de ajudar a eliminar a gordura acumulada nos tecidos subcutâneos.

Como se isso não bastasse, o contraste térmico entre o calor do sol e o frio da água também ativam o aparelho circulatório – o calor dilata os vasos e o frio os contrai, facilitando o retorno do sangue das veias em direção ao coração.

talassoterapia

A cura através da água do mar tem nome, é a talassoterapia (talasso=mar, terapia=cura). E, antes mesmo de ser chamada assim, era praticada pelos chineses, que passaram na frente do mundo inteiro, há aproximadamente quatro mil anos antes de Cristo, quando retiravam das algas vermelhas substâncias com poderes curativos.  Depois disso, os antigos gregos e romanos descobriram o alto poder medicinal da água do mar. Até Platão teria sido tratado pelos sacerdotes egípcios com banhos quentes de água salgada.

Nos séculos XVII e XVIII surgiram, na Europa, os primeiros textos sobre o tema e os institutos de talassoterapia. O nome surgiu em meados do século XIX.

Os índios brasileiros conheciam esse potencial há tempos, é claro. Tanto que o banho de mar foi por muito tempo considerado, pela corte portuguesa no Brasil, “coisa de índios ou escravos” ou até um ato imoral. Essa ideia começou a mudar quando o Rei João VI teve de seguir recomendações médicas e banhar-se no mar para combater uma infecção na perna causada por um carrapato. Como ele tinha medo de caranguejos, usou um barril com o fundo tampado como “roupa de banho” (que mico!). Com o tempo, as roupas foram avançando…  Abaixo, no início do século XX, banhistas na Praia de Santos.

talassoterapia

Mas ainda bem que tudo isso é passado, as roupas diminuíram, ficaram  mais confortáveis e o banho de mar já virou até moda. Como terapia, devido a seu grande poder curativo, é indicado para pessoas que sofrem de artrite, bronquite, osteoporose, reumatismo, gota, nevralgia, asma, e outras doenças inflamatórias.

Quem tem problemas alérgicos, como rinite, costuma sentir-se melhor na praia, pois o iodo e o sódio do mar funcionam como um vaporizador. O iodo também é bom para o funcionamento da tireoide, que acelera o processo metabólico e favorece a redução de gordura.

O bem estar e a energia que sentimos com a imersão na água salgada são devidos aos sais minerais, absorvidos através da pele. Com tudo isso, não é de admirar que alguns digam que o mar faz bem não só ao corpo, mas ao espírito. E apenas sentar na praia para contemplar as ondas já faz, sim, um bem incrível!

Wai Wai Praia

Imagine, então, entrar no mar do Cumbuco e – entre pular uma ou outra onda – ter esta visão! Este é o empreendimento Wai Wai Cumbuco EcoResidence. Um visual, à beira do mar, para deixar corpo, mente e alma lavada, você não acha?

Então, a gente encerra o post por aqui, deixando o convite para você vir desfrutar dos efeitos curativos do mar…

banho-de-mar-4

Vem pro Cumbuco! E boa terapia!

 

 
.
.

No passeio pelas lagoas, dois esportes que são pura diversão!

28 mai
 

Kitesurf e windsurf são esportes arrojados que fazem parte do Cumbuco, graças aos ventos que sopram generosamente sobre a paisagem na maior parte do ano. Hoje, porém, vamos falar de outros esportes mais simples… e acredite, há sempre um feito para você! No caso, o destaque fica com dois deles, praticados nas lagoas, os principais pontos de parada nos passeios de buggy.

 

A lagoa do Cauípe, formada pela foz do rio de mesmo nome, é a maior das lagoas. Fica ao lado do mar e é ideal para kitesurf e iniciantes em wind. Mas se você realmente não pratica nem quer experimentar nenhum deles, não se preocupe! Aproveite a vista, o delicioso banho de mar com a família e siga em frente!

Chegando à Lagoa de Parnamirim, você vai encontrar uma modalidade que não exige experiência e está disponível para qualquer iniciante, embora não seja tema especial de documentários esportivos: o esquibunda – que é uma modalidade de sandboard (tipo de surf na areia).

esportes-de-lagoa-3

Voltando aos iniciantes, sobre o esquibunda: a dica é deslizar duna abaixo, sentado mesmo, brincar e rir um bocado. O principal a observar é o uso das mãos na areia para manter o equilíbrio e descer em linha reta. Quem tiver dificuldade com isso, pode usar um “motorista” particular. Outra dica importante é lembrar de fechar a boca, mesmo com toda a empolgação, para não comer muita areia!

Ao contrário do que se pensa a princípio, não é preciso força nos braços, ela pode até atrapalhar. Quanto maior a força, menor a velocidade e a emoção da descida. Muita teoria também atrapalha, o melhor é sentir logo a areia nos pés e o vento no rosto!

esportes-de-lagoa-4

Acredite, poucos são corajosos o bastante para esta prática radical (para quem já tentou). Há sempre quem prefira ficar só na água de coco, comentando os diferentes “estilos” dos bravos que deslizam duna abaixo.

Bom, continuando o passeio, há ainda a Lagoa do Banana, com infraestrutura maior, barracas e restaurantes…

esportes-de-lagoa-5

O local reúne adeptos de windsurf, caiaque e jet-ski, que dividem a água com lanchas e, talvez, a sua diversão preferida… vale tentar! É a chance de convocar a família, que ficou lhe observando deslizar corajosamente no esquibunda, para uma volta no banana-boat.

esportes-de-lagoa-6

Claro, sem esquecer o mais importante: um dia na companhia de pessoas que queremos bem é pura alegria. Quase certeza de que, assim como nos passeios de buggy, na banana-boat você também pode escolher entre “sem emoção” e “com emoção”! E aí, vai encarar? =]

esportes-de-lagoa-waiwai

Uma lembrança digna de nota: estas lindas lagoas e suas muitas diversões ficam bem dizer “no quintal” do Wai Wai Cumbuco EcoResidence, o empreendimento mais “top” do Cumbuco. Sim, este mesmo, situado à beira mar desta praia a 30 minutos de Fortaleza. Um verdadeiro sonho!

 
.
.

Perto de Fortaleza, tudo que você precisa para ser feliz: Vem pro Cumbuco!

01 abr
 

semana-santa-cumbuco-1

A Semana Santa está aí e você ainda não se programou? Pois saiba que nem tudo está perdido. Apenas a 30 minutos de Fortaleza existe um lugar inesquecível, com belas paisagens, boa comida e sossego ou, se for a sua escolha, esportes e aventuras: a praia do Cumbuco.

O mar, as dunas e lagoas compõem o cenário ideal para viver momentos de descontração e alegria com a família ou amigos. Há mais de 40 pousadas e hotéis, além de uma rica gastronomia com restaurantes, pizzarias, churrascarias e creperias que oferecem variadas opções para conversas e drinques à noite.

semana-santa-cumbuco-9

Durante o dia, o ponto de partida é a praia, onde os coqueiros dançam ao vento e o sol convida a um delicioso banho de mar. As barracas oferecem infraestrutura para não faltar nada. Há piscinas, restaurantes, duchas, massagens e, em alguns hotéis, parquinho infantil.

É o caso do Vila Galé Cumbuco, que oferece atrações para todas as idades, e até um centro náutico. O hotel tem cinco restaurantes, um SPA e sauna, e 465 quartos ideais para quem quer desfrutar da natureza sem abrir não do conforto da vida moderna.

semana-santa-cumbuco-10

semana-santa-cumbuco-4

Uma opção mais rústica e aconchegante é a Pousada Kite Cabana, em que a moderna infraestrutura se combina com o ambiente tropical, em três cabanas que possuem agradáveis varandas integradas à natureza e oito apartamentos novos (com frigobar, TV LCD, ar condicionado, camas box, etc) com vista para piscina e jardim.

semana-santa-cumbuco-5

Outro lugar charmoso é o Hotel Itaca, uma nova opção três estrelas do local, com arquitetura marcada pela variedade de madeiras e pedras brasileiras. Os 18 quartos têm ar condicionado e frigobar, e alguns contam com varanda privativa e banheira de hidromassagem.

E, para quem está especialmente interessado na prática de esportes, além de tudo já oferecido  pelos hotéis/pousadas, é possível encontrar, pertinho da praia, o Cumbuco Kite Club, com aluguel de equipamentos, guarderia, academia e instrutores qualificados não só para auxiliar kitesurfistas a melhorar a performance na água como para dar aulas de kite, paddle (stand up), boxe, capoeira, hidroginástica, muay-thai, natação, pilates, etc.

semana-santa-cumbuco-8 semana-santa-cumbuco-2

Não é o bastante? Bem, talvez a diversão que você procura seja um passeio de buggy, de quadriciclo, ou à cavalo. Ou quem sabe a prática de sandboard (uma espécie de surf na areia das dunas altas) ou um simples esquibunda… O certo é que você vai poder escolher como desfrutar das belas paisagens, pois no Cumbuco procuramos não deixar de lado nenhuma das formas de bem estar que provam: a vida vale a pena, e o mundo tem mais belezas do que se pode imaginar…

A prova disso é que em breve o Cumbuco receberá um projeto de segunda moradia que é um sonho: o Wai Wai Cumbuco EcoResidence. Um empreendimento com inacreditáveis 35 mil metros de puro lazer à beira da praia: quadra de tênis, campo de futebol, game station, playground, piscina com raia de 25m, fitness, spa, sauna, praças, quiosques, tenda zen, guarderia, restaurante, deck gourmet e pista de cooper.

semana-santa-waiwai-1

O Wai Wai é um ecoempreendimento sustentável, e foi projetado para evitar o desperdício e economizar os recursos que abastecem o condomínio. Um esforço que tem por objetivo atender às expectativas de clientes exigentes e conscientes, que têm no respeito ao meio ambiente uma preocupação real.

São apartamentos de 2 a 5 quartos com diferentes opções de metragens, para transformar seus feriados e finais de semana em momentos únicos, cercados de beleza por todos os lados – no paradisíaco Cumbuco. O projeto é realmente inovador. Vale a pena conhecer: clique aqui e faça um “tour virtual”.

semana-santa-waiwai-2

SERVIÇO – confira nos links abaixo mais fotos e informações:

Cumbuco Kite Club – 55 (85) 9982-7574 / (85) 8904-8884  http://www.cumbucokiteclub.com/

Hotel Vila Galé Cumbuco – 55 (85) 3368-2100 http://www.vilagale.com/PT/HOTEIS/BRASIL/VILA-GALE-CUMBUCO/

Pousada Kite Cabana – 55 (85) 8818 1966 http://www.kitecabana.com/

Hotel Itaca – 55 (85) 8561-1746 / (85) 9848-7674  http://itacahoteis.com.br/reservar-hotel-cumbuco.html

Outros hotéis/pousadas e dicas de como chegar ao local:  HTTP://www.portalcumbuco.com.br/

Saiba mais sobre o empreendimento Wai Wai Cumbuco EcoResidence: http://www.magis.com.br/empreendimentos/apartamento-fortaleza-waiwai-cumbuco-eco-residense/

 
.
.

Ah, este coqueiro que dá coco…

11 set
 

coqueiro-coco3

O coco é uma fruta sensacional, tanto pela água-de-coco quanto pela polpa rica em nutrientes.

Você sabia que o coco só chegou no Brasil lá pelo ano de 1553, trazido pelos portugueses de Cabo Verde? A gente tem sempre a impressão que é uma fruta nativa do nordeste brasileiro, tamanha a identificação que teve com nossa região. Pelo que dizem, o coco pode ter origem asiática, ou das ilhas do Pacífico.

Mas tenha vindo de onde seja, o fato é que o coco encontrou no Brasil um lar para chamar de seu, com sol em profusão e uma paisagem pronta para recebê-lo, o engaste perfeito para esta fruta preciosa.

Por que preciosa? Vejamos.

Quando verde, o coco oferece sua água saborosa para saciar a sede. Rica em potássio, sódio e sais minerais, a água-de-coco é uma bebida supersaudável para o sistema nervoso, cérebro e pulmões. É um soro hidratante natural, ajuda no bom funcionamento dos intestinos, é muito usada para combater enjoos e vômitos na gestação, é “tiro e queda” para curar uma ressaca… enfim. É um santo remédio!

coqueiro-coco2

Quando maduro, o coco diminui o volume de líquido e cresce o da polpa, que é rica em calorias (altos teores de açúcares e lipídios, representando um igualmente alto conteúdo energético) mas também em potássio, carboidratos, proteínas, magnésio, vitaminas, cálcio, ferro e fibras.

A polpa do coco costuma ser usada de inúmeras formas: fresca, ralada, torrada, virada em leite ou óleo… Pratos salgados e doces da culinária brasileira ganham sabor inconfundível e qualidades nutricionais incríveis com este ingrediente, como a tapioca, o bobó de camarão, a moqueca, o quindim, a cocada, o manjar branco… e muitos outros!

coqueiro-coco4

E não é so no Brasil que o coco faz sucesso: na culinária mundial também adora usar o coco em suas receitas, principalmente nas cozinhas da Índia, da Tailândia, da Indonésia e do Caribe, entre outras.

coqueiro-coco1

Saber de tudo isto quando se está curtindo a natureza, à sombra dos inúmeros coqueiros do Cumbuco, por exemplo, pode ser bem interessante. Imagine então saborear uma água de coco geladinha na piscina do Wai Wai Cumbuco EcoResidence, um empreendimento todo voltado à valorização da natureza! Só de imaginar dá uma sede… e também uma sensação de paz incrível!

 
.